Corpo Docente em Foco: A Formação Continuada dos Professores

Discutir a importância da formação continuada para os professores pode parecer óbvio.

Mas o óbvio, às vezes, precisa ser dito.

Manter (e incentivar) o corpo docente atualizado, também é papel da Instituição de Ensino, através de ações de incentivo e desenvolvimento, focadas tanto na formação coletiva quanto individual de cada professor – independente da área de ensino.

Formação Continuada

As Transformações da Sociedade Também Impactam

Não é nenhum segredo (inclusive já comentamos aqui) que as Diretrizes e Bases da Educação Nacional passam por constantes atualizações.

E o Ensino, claro, requer professores cada vez mais qualificados – além do Ensino Superior que a função por si só já exige.

Mas as necessidades do mercado educacional também passam pelas transformações da sociedade, e é justamente neste aspecto que a formação continuada se torna imprescindível.

Formação Continuada

Independente se área de humanas ou exatas, a formação continuada é fundamental para que os professores identifiquem novos conceitos sobre o ensinar, realizando aulas atrativas para os alunos – especialmente os mais jovens, ou geração Z  – os nativos digitais.

E Qual a Relação da Formação Continuada com as Novas (e velhas) Gerações?

Justamente as transformações da sociedade.

Não podemos negar que a tecnologia – e as novas formas de se relacionar, por vezes nos confundem.

E isto é absolutamente natural, uma vez que os mais jovens possuem muita intimidade com estas ferramentas e com as formas de consumir conteúdos.

Formação Continuada

Por isso que, quando falamos em formação continuada dos professores, não estamos relacionando apenas o conteúdo de suas disciplinas, mas sim com o movimento que as transformações da sociedade também impactam dentro – e até mesmo fora, de uma sala de aula.

E convenhamos: algumas (nem tão) novas formas de se comunicar ou consumir informações já são indispensáveis para todos nós.

O Papel da Escola no Incentivo aos Professores

A Base Nacional Comum Curricular (BNCC) – documento de caráter normativo que define o conjunto orgânico e progressivo de aprendizagem essenciais que os alunos devem desenvolver ao longo das etapas e modalidades da Educação Básica, coloca a formação continuada dos professores como pauta obrigatória nas Instituições de Ensino.

Sabemos, porém, que a rotina do professor é muito dinâmica. Em outras palavras, o tempo do docente é extremamente concorrido.

Muitos professores, inclusive, lecionam em mais de uma Instituição de Ensino e isto impacta diretamente na organização de um programa de formação continuada.

Contudo, a tecnologia oferece opções que facilitam e flexibilizam a realização de uma cultura que valoriza a formação continuada nas Instituições de Ensino.

Formação Continuada

E Para estarem em conformidade com a BNCC, as Instituições precisarão ser facilitadoras na adoção e condução de programas e cursos de formação, abordando temas como:

  • Aprendizagem socioemocionais dos alunos;
  • Aplicação da tecnologia no campo educacional;
  • Novo métodos de avaliação, desempenho e desenvolvimento dos alunos;
  • Capacitações (ou reciclagem) de sistemas utilizados pela Instituição;
  • E muito mais.

Práticas Pedagógicas na Formação Continuada

É necessário destacar que a proposta da formação continuada não é sobrecarregar o docente com mais uma atividade em sua tão concorrida rotina, mas sim, torná-lo um facilitador de aulas cada vez mais atrativas que engaje efetivamente os alunos.

Algumas Instituições de Ensino formalizam parcerias com escolas profissionalizantes, concedendo descontos e até mesmo gratuidade para realização de cursos e atividades.

Mas para isso, as Instituições precisarão adaptar suas práticas pedagógicas para incentivar os professores a realizarem este aperfeiçoamento.

E claro, garantir a aquisição das competências e habilidades previstas na BNCC.

Formação Continuada

Repensar constantemente a dinâmica das aulas através de uma abordagem atrativa, caracterizada pelo envolvimento dos alunos, sem dúvida, será a maior recompensa para a Instituição e especialmente para o professor.

Taxa de Retenção da Aprendizagem é Maior Quando Ensinamos

O NTL (National Training Laboratories Institute), centro americano de psicologia comportamental, indica que 90% da fixação de nossa aprendizagem, se dá quando ensinamos.

Imagem: Reprodução Escola Livre de Atividades Criativas Perestroika
Imagem: Reprodução Escola Livre de Atividades Criativas –  Perestroika (Porto Alegre, 2021).

A formação continuada dos professores, definitivamente, não está atrelada apenas ao conhecimento que possui em seu campo de ensino, uma vez que ao ensinar ele aprende cada vez mais.

O ensino vai exigir cada vez mais possibilidades de inovação e é por isso que a formação continuada precisa ser entendida como uma via de mão dupla.

Ou seja: obter cada vez conhecimento para transmitir e reter a aprendizagem cada vez mais.

Um ciclo onde todos tem a ganhar.

Comente o que Achou:

Mais resultados…

Generic selectors
Exact matches only
Search in title
Search in content
Post Type Selectors

CATEGORIAS
MAIS VISTOS