Pós-Pandemia: o que a Gestão Educacional deve Abraçar ou Abandonar?

Pós-Pandemia: o que a Gestão Educacional deve Abraçar ou Abandonar?

O mercado educacional sabe muito bem: a pandemia trouxe mudanças que impactaram significativamente na condução dos processos de inúmeras atividades do setor.

Em consequência disso, o Pós-Pandemia também vem revelando hábitos que a Gestão Educacional precisa definitivamente abandonar – ou adotar.

Nessa retomada, os caminhos da Gestão Educacional estão mais transparentes, embora não menos urgentes do que quando no início de todo período triste e turbulento que o Brasil e o mundo viveram.

Listamos neste artigo alguns desafios e outros direcionamentos que a Gestão Educacional já está encontrando nesta nova etapa.

retomada pós-pandemia

Retomada Pós-Pandemia

Enfrentamos um dos períodos mais tristes da história da humanidade. Perdas, crise, mudanças que exigiram rapidez sem ensaio algum. E claro, medo.

Cada setor enfrentou realidades e situações diferentes. Embora algumas bastante semelhantes.

Mas o mercado educacional se deparou com a necessidade de continuidade (em início de período letivo), que envolve desenvolvimento humano e até mesmo atrasos bem significativos na formação e aprendizagem de seus alunos, independente do nível de ensino.

Além disso, cada Instituição encontrou desafios bem particulares, como escassez de recursos, entendimento das famílias, soluções financeiras e muito mais.

Após dois longos anos, esta retomada pós-pandemia também exigiu rapidez, mas diferente do início, permitiu ensaios, garantindo muito mais clareza no entendimento dos novos caminhos da Gestão Educacional no futuro que é agora.

Hábitos Antigos = Resultados Comuns

Nessa retomada pós-pandemia, é preciso diferenciar o que veio para ficar e o que precisa ser abandonado de uma vez por todas.

  • Participação das Famílias é Fundamental

Trabalhos e estudos no mesmo ambiente.

Diversas famílias se depararam com uma realidade completamente nova diante da necessidade das aulas online e o trabalho remoto. Foi preciso muita adaptação, negociação e jogo de cintura.

Mas esta adequação, que exigiu rapidez sem ensaio algum, trouxe o entendimento de que a participação das famílias é fundamental.

pós-pandemia: aulas online e trabalho remoto

Contudo, neste Pós-pandemia, é dever da Gestão Educacional encontrar meios de dar continuidade a essa proximidade entre pais e responsáveis com a Instituição de Ensino, com foco absoluto no processo ensino-aprendizagem dos alunos.

  • Ahhhhhh, a Tecnologia

E e se a pandemia tivesse ocorrido há dez ou quinze anos?

Se você ainda não tinha pensado nisso, pergunte-se como era a sua forma de se comunicar há uma década. Como documentos eram assinados, reuniões realizadas ou simplesmente como você se atualizava sobre os acontecimentos do Brasil e do mundo.

Pós-Pandemia: como era a comunicação há 10 anos?

O papo aqui não é sobre ver ‘lados positivos’ sobre algo tão cruel e negativo que aconteceu na história, mas reconhecer que a tecnologia foi essencial para que muitas atividades, trabalhos e estudos não fossem interrompidos.

O pós-pandemia escancara as incontáveis vantagens da constante evolução tecnológica. Até o mais cauteloso reconhece que a tecnologia aproxima, facilita, descomplica e é segura – se utilizada de maneira correta e protegida.

Mas, se este pensamento não é unânime na Gestão da sua Instituição, saiba que isso já os deixa em desvantagem.

Afinal, cada vez mais é necessário buscar formas de economizar tempo e recursos financeiros agilizando as atividades administrativas, financeiras, acadêmicas ou pedagógicas.

E a tecnologia possibilita tudo isso através de softwares desenvolvidos especificamente para a Gestão Educacional.

Quais os Novos Caminhos Pós-Pandemia?

Se a necessidade de mudança exigiu rapidez sem o menor preparo, todas as adaptações feitas no período, provavelmente, foram necessárias para encontrar a melhor maneira de executar qualquer atividade.

E não pense em desperdício: considere um aprendizado.

Não é raro encontrarmos relatos de mudanças que estavam sendo postergadas antes da pandemia: um software moderno e mais completo, transição para trabalho remoto ou hibrido, revisão de custos desnecessários e muito mais.

Cada mercado se deparou com seus desafios e aprendeu, mesmo que na dor, o que era preciso abraçar, adaptar ou abandonar.

retomada pós-pandemia

No entanto, os caminhos do pós-pandemia são ainda mais exigentes: se foi possível fazer muito com tão pouco (tempo e recursos), é natural que haja muita expectativa do que há por vir.

Para a Gestão Educacional, fica o entendimento de que a automatização de recursos e serviços, extensão da sala de aula para o ambiente online, execução otimizada de rotinas profissionais, otimização do atendimento e tudo que já era tendência antes mesmo de 2020, se torna cada vez mais indispensável e exigido por alunos e responsáveis.

Conheça o GestorClass

Assim como nas Instituições de Ensino, o mercado tecnológico sofreu seus impactos durante a pandemia.

Mas também soube entender que era conveniente encontrar formas de facilitar a vida das pessoas, evoluindo constantemente no desenvolvimento de recursos, soluções e transformações.

Para nós, da Perseus, foi (e vem sendo) desafiador, ao mesmo tempo que gratificante, poder nos aprofundar ainda mais no universo educacional, compreendendo a relação das Instituições de Ensino com alunos e responsáveis, para desenvolver o GestorClass – o novo ERP de Gestão Educacional da Perseus, como um instrumento completo para a gestão educacional.

O software está pronto para decolar, contendo recursos indispensáveis para esta retomada pós-pandemia além do cuidado cauteloso e antecipado para os novos caminhos do ensino e da educação.

Solicite Demonstração

Comente o que Achou:

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Mais resultados…

Generic selectors
Exact matches only
Search in title
Search in content
Post Type Selectors

CATEGORIAS
MAIS VISTOS