3 Tendências Educacionais até as Próximas Olimpíadas

3 Tendências educacionais para os próximos três anos.

Recentemente acompanhamos mais uma edição dos jogos olímpicos, o maior evento esportivo do mundo, que além de toda sua importância, inspira debates e atividades escolares criativas e surpreendentes.

Mas se entre uma olimpíada e outra geralmente se passam quatro anos, também podemos dizer que muitas transformações acontecem no Brasil e no mundo no mesmo período.

Inclusive uma pandemia.

Os jogos olímpicos de 2020 precisaram ser adiados para 2021 devido o novo coronavírus e, por isso, daqui a 3 anos já teremos uma nova edição dessa competição que mexe com as nossas emoções.

E se tivemos gratas surpresas em diversas modalidades nos jogos de Tóquio, que nos deixam ansiosos – e cheios de esperança por novas medalhas (e novos ídolos) nas competições de Paris em 2024, as expectativas na educação também são grandes para os próximos três anos.

3 tendências educacionais para os próximos 3 anos

Preparo, Foco e Disciplina Não são Características Apenas dos Atletas

Assim como os competidores olímpicos, os gestores educacionais entendem que as grandes conquistas exigem tempo, planejamento, dedicação e disciplina.

Mas quando falamos em tendências educacionais, existem fatores externos que merecem a devida atenção e acompanhamento, como novas normativas, leis, evoluções tecnológicas e outras mudanças que impactam diretamente na educação.

Isto sem contar que os alunos que estão concluindo o Ensino Fundamental em 2021, estarão na reta final do Ensino Médio durante a próxima edição dos jogos olímpicos.

São jovens de diferentes gerações, com diferentes interesses, que precisam acompanhar e perceber as tendências educacionais refletidas em suas jornadas como estudantes.

3 tendências educacionais para os próximos 3 anos

Para garantir que o ensino seja de excelência, é preciso que as Instituições possuam seus processos internos definidos e organizados.

Mas há um aspecto fundamental que não pode ficar em segundo plano: dedicar atenção e o devido acompanhamento às tendências educacionais para os próximos anos.

Assim como os atletas olímpicos, as Instituições que iniciam antecipadamente seu preparo, atentos ao universo educacional, chegarão em 2024 com inúmeras vantagens competitivas.

3 Tendências Educacionais para os Próximos Três Anos

Pode soar estranho, mas apesar da sensação do tempo passar cada vez mais rápido, precisamos concordar que três anos é tempo suficiente para que inúmeras tendências educacionais se concretizem.

Por isso, selecionamos as 3 maiores tendências educacionais que acreditamos seguramente estar em absoluta evidência nas olimpíadas de 2024.

3 tendências educacionais para os próximos 3 anos

  • Ensino Hibrido – A sala de Aula na Web

Uma pesquisa de 2017 do Horizon NMC, indicava que em 2012 – ano da edição dos jogos olímpicos de Londres, a cada 10 alunos, um deles já havia realizado um curso inteiramente online.

Mais de nove anos se passaram e de lá pra cá percebemos que a modalidade de ensino cresceu e vem se destacando especialmente na graduação superior.

No entanto, com a chegada da pandemia e as adaptações que ocorreram para que houvesse a continuidade do ensino nas escolas, o ensino híbrido precisou ser introduzido.

Evidente que não foi de forma aceitável e planejada, ainda assim foi possível identificar inúmeros pontos positivos que podem (e devem) ser observados atentamente como uma das principais tendências educacionais, sendo o ensino híbrido a continuidade da sala de aula na web.

  • Incentivo Tecnológico

Esta, sem dúvida, é uma das tendências educacionais mais necessárias, onde apesar de vivermos a tecnologia presente em nosso dia a dia, no ensino é preciso pensá-la como meio de aproximação dos alunos ao universo corporativo.

Preparar os estudantes para o mercado de trabalho através de uma cultura tecnológica, provocando suas habilidades e interesse pela inovação.

E são inúmeras as maneiras de oportunizar esta aproximação.

Uma delas são os jogos atrativos (gamificação), que cativam e estimulam o processo de aprendizagem.

  • Desenvolvimento pessoal do aluno

A lei nº 13.415/2017 alterou as diretrizes e Bases da Educação Nacional e estabeleceu mudanças na estrutura do Ensino Médio já a partir de 2022 (já falamos sobre isso aqui).

Ou seja, não se trata apenas de uma das tendências educacionais, mas sim uma realidade que há tempos se discute sobre o desenvolvimento de competências pessoais dos alunos.

Além disso, trabalhar as práticas inclusivas serão cada vez necessárias nas Instituições de Ensino, preparando não apenas o aluno, mas uma sociedade mais justa e respeitosa.

Que Comecem os Jogos

As tendências educacionais são reflexos de necessidades da sociedade em geral.

O que podemos perceber é que fundamentalmente as Instituições de Ensino trabalham atentas a estas transformações, mas muitas ainda sentem a ausência de processos mais elaborados – e principalmente automatizados, que as permitam pensar exclusivamente no ensino ao invés de processos burocráticos.

Para o ensino, os jogos não param. E todos saem vencedores.

conheça as soluções da Perseus

Comente o que Achou:

Mais resultados…

Generic selectors
Exact matches only
Search in title
Search in content
Post Type Selectors

CATEGORIAS
MAIS VISTOS